PROGRAMA CARBONO NEUTRO

 

Em 2007, Karina Baratella foi uma das responsáveis pela criação do Programa Natura Carbono Neutro, o primeiro passo da Natura Cosméticos em sua trajetória de redução de emissões em toda a cadeia. Uma jornada de quase dez anos, que trouxe muitos resultados positivos, aprendizados e avanços em todos os processos da empresa, da cadeia de suprimentos ao consumidor final. O programa foi um dos principais habilitadores para a consolidação da Sustentabilidade na estratégia de negócios da empresa, integrando questões financeiras com socioambientais e favorecendo com que as tomadas de decisão fossem cada vez mais integradas, considerando o triple botton line. Em 2013, a empresa comemorou o atingimento de sua primeira meta ambiental de longo prazo e reduziu 33,2% suas emissões relativas. Essa jornada e experiência no tema carbono foi um dos principais motivadores para a empresa ir além e lançar em 2014 sua Visão da Sustentabilidade, um documento emblemático para a empresa, a primeira vez em que a Natura formalizava, num único documento, compromissos de logo prazo para a sustentabilidade, com metas integradas que consideram diferentes temas, sociais e ambientais. O Programa Carbono Neutro recebeu diversos reconhecimentos nacionais e internacionais e é considerado até hoje como um dos programas mais abrangentes no que diz respeito a estratégias empresariais em economia de baixo carbono.

http://natu.infoinvest.com.br/ptb/3893/ReltorioAnual2007.pdf

 

VALORAÇÃO DE EXTERNALIDADES AMBIENTAIS

 

Report-TEEBfor-Busness_BrazilRepresentando a Natura Cosméticos, Karina Baratella participou do primeiro estudo no Brasil sobre os custos econômicos da perda da biodiversidade e da degradação dos ecossistemas com foco nas empresas, o TEEB Brasil (The Economy of Ecosystems and Biodiversity), coordenado pela ONG Conservação Internacional em parceria com a empresa britânica Trucost, em 2013.

A partir de experiências como essa, a Natura vem se engajando cada vez mais para compreender as externalidades Socioambientais e sua dependência nos serviços ecossistêmicos. O tema valoração de externalidades ganhou força no planejamento estratégico da empresa e se tornou um dos principais compromissos da Visão de Sustentabilidade, lançada em 2014.

http://www.teebweb.org/countryprofile/brazil/